domingo, 28 de abril de 2013

Bastou acender a luz para que todos os objetos do quarto perdessem o sentido.
A cama estava fora do lugar, os lençóis desajeitados, armários revirados.
No escuro era mais fácil combinar as vidas.

6 comentários:

Matheus YOGA disse...

Você vai fazer o que agora?

Alguém Estranho disse...

Olá!!!

Muito interessante seu blog!!!

E o nome já é uma delícia!

Otima ideia!

Se tiver tempo e interesse, vem opinar no meu:

www.queminteressa.blogspot.com

Inspirado na musica do Lenine. É o que me interessa!


Um grande abraço!

Edu disse...


Nunca perderemos o referencial, se sabemos o rumo, independe de ser luz ou escuro...

José de Arimatéa dos Santos disse...

Manu,
Surpreendentes e sensacionais seus versos. Desde não sei quando que seu blog está linkado no meu
http://arimatea102.blogspot.com
Abraço!

Matheus YOGA disse...

Presidenta, já pensou há uma menina presidenta? Tipo Dom Pedro segundo, o principe regente, sei lá esqueci a historia, os comunista não tem fé, mas sabem amar, os capitalista tem fé, mas não sabem amar, foi um dos melhores dirigentes que o brasil já teve, politico é muito mais que cabo eleitoral.

Matheus YOGA disse...

Acordei e vi você na televisão as cinco da manhã, achei que estava sonhando, você sonhou comigo? Quem acredita sempre alcansa. Bjo