terça-feira, 23 de junho de 2009

Qualquer maneira de amar valerá!!


Assumi, juntamente com o Genoíno, a coordenação da Frente LGBT aqui na Câmara. Estou contente com o desafio. Mas tenho certeza que será muito duro. Mais de 90% da população tem algum preconceito.

4 comentários:

Ao Leite disse...

Parabéns e boa sorte.

Por falar em sorte, puxa uma mandinga aí pro nosso colorado, mulher.

Abraço grande de Chapecó SC.
Lili

Ao Leite disse...

Parabéns e boa sorte.
E por falar em sorte, puxa uma mandinga, uma reza pro nosso colorado, mulher.

Abraço grande de Chapecó - SC.

Lili

Silva Júnior disse...

Bom dia deputada..Bom, como és uma jornalista e viste a decisão equivocada, descabida, acéfala, do presidente do STF, Gilmar Mendes, sobre a não obrigatoriedade do diploma, deixo uma sugestã:

Criar um projeto de lei que institui a matéria de "mídia e comunicação" nas escolas, como disciplina curricular..Assim, já que segundo o Gilmar Mendes somos como cozinheiros, devemos ensinar "as receitas" para nossas crianças e adolescentes e, com isso, formar jovens com senso crítico, que saberão reconhecer e diferenciar as práticas comunicacionais..

Além disso, como não há mais obrigatoriedade, a ESCOLA ficará com a missão de selecionar os "bons escritores" e, assim, direcioná-lo ao ofício de jornalista..

Acredito que um projeto e lei que crie essa disciplina justificaria anos de estudos nos bancos acadêmicos, além de abrir uma vaga ao profissional graduado de jornalismo e comunicação..

É uma alternativa que depende da boa vontade dos parlamentares que acharam um absurdo o STF desregulamentar, menosprezar e desestimular um curso de ensino superior em benefício de "pequenos brilhantes" que, independente de ser formado ou não, iriam conseguir vaga no mercado..

Não esqueçamos que o Diogo Mainardi, que chama o presidente de Anta, como fez em algum de seus livros, não é FORMADO EM JORNALISMO..Ou seja, o mau jornalismo está aí, sendo praticado por não jornalistas formados...

TBM não esqueçamos que o ministro Gilmar Mendes é dono de UNIVERSIDADE e JORNAL em Diamantino-MT, sua cidade natal..E lá, a faculdade dele obviamente não possui curso de jornalismo...

Isto é, ele poderá contratar qualquer um para trabalhar no jornal da família e, desse jeito, fazer oposição aos políticos que não são do seu partido ou rol de amigos... É uma ideia..

Emanuel disse...

Manu,
de tantas atitudes que tens tomado em tua curta, porém riquíssima carreira política, essa foi, sem dúvida, uma das mais notáveis. Parabéns!
Beijão.
(pô, cadê a matéria do Congresso de Madrid?!)