sexta-feira, 21 de agosto de 2009

De 2010


Eu simpatizo com a Senadora Marina (sem partido - AC). Ela é uma mulher de fibra, mesmo com aquela aparência frágil. Confesso que já tive divergências com algumas de suas posições. Mas a vida não é feita só de concordar e nem só de discordar. É possível simpatizar com alguém porque sentimos orgulho de sua trajetória e história. Essa é minha situação com Marina. Quando penso nela e na nossa jovem democracia, tenho orgulho de ver que o Brasil conseguiu formar mulheres de origem humilde, do Norte e que hoje ocupam um lugar de destaque. Marina é uma daquelas pessoas que confortam quando pensamos na situação da política. Não falei - nem teria nenhuma condição para tanto - sobre a sua desfiliação do PT. Acho legítimo que militantes desistam de suas organizações ou que procurem outras para lutar. Mas não posso deixar de registrar que acho estranho sua posição de que o governo Lula é insensível as causas sociais. Eu questiono o governo Lula com relação a política econômica e os direitos trabalhistas, por exemplo. Mas as causas sociais... Essa é a área forte do governo. Acho legítimo que Marina construa sua candidatura ao governo federal e, para tanto, é necessário construir um discurso, um porquê de estar ali disputando aquele espaço. Mas ela terá que encontrar um discurso que seja vinculado a realidade.
Aliás, o debate da candidatura da Marina é um dos mais feitos em Brasília. A quem ajudará? Será competitiva? Serra disse que ela é a vice dos sonhos. O PSOL debate se desiste ou não da candidatura. A pergunta que faço é: de que lado estará a Senadora? A tese de que muitas candidaturas é bom, é verdadeira ou falsa?
Alguns dizem que o Presidente Lula defende que todos se unam em torno de Dilma para estabelecer um plebiscito de seus oito anos de governo contra os oito anos de governo FH. Outros, como o Deputado Ciro Gomes, acreditam que é melhor termos vários candidatos de nosso campo político para enfrentarmos Serra. Eu ainda não tenho elementos sólidos para julgar. Mas espero, sinceramente, que Marina siga em seu campo político.

3 comentários:

O Blog do Capeta disse...

Votarei na Marina o dia que perder a sobriedade mental completamente. Alguém que chama Darwin de emissário do demônio e acredita que Adão e Eva vêm de uma veracidade sem discussão só pode ser eleita para presidente de um hospício... Sim, acho que ela tem chance no Palácio do Planalto...

leo boechat disse...

Manuela,
Esclarecendo o que Marina disse ou não disse do Governo Lula:

http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2009/08/21/padrao-globo-de-reportagem/

Tici disse...

Concordo totalmente com você Manu! E fico bem feliz que você pense assim!