terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Dica de leitura


Como o inovador bisturi elétrico de seu pai, Juan José Millás descreve o ato de escrever: “cauteriza a ferida no mesmo momento em que a produz”. Essa frase já valeria a obra “O mundo”. Mais do que isso, obra autobiográfica e, simultaneamente, um ótimo romance. Confesso: comprei na Livraria da Vila, em São Paulo, por pura analogia. Como essa nova coleção de uma editora reúne ao mesmo tempo o centenário uruguaio Onetti e o jovem colombiano Mendoza (ambos excelentes) deduzi que esse também seria bom. Errei. Foi mais forte e melhor do que previ.

2 comentários:

Anônimo disse...

Oi Manu, seu site é lindo. Gostaria de sugerir que vc encaminhe um projeto de lei determinando que em toda publicidade relacionada a afazeres domésticos (produtos de limpeza, eletrodomésticos etc) apareçam como garotos propaganda 50% de homens. Teria um importante impacto na subjetividade popular ver homens responsáveis por atividades domésticas. Acho que nem preciso dizer a importância da luta por maior equidade na divisão das tarefas domésticas.

Um beijo e ótimo ano novo!
Luciana

Blog do Raima disse...

Oi,
Sabe essa foto que em que aparece você com uma mãe e uma menina... É muito bela e tem um apelo muito grande... mostra que vc tem um lado social bem ativo...
mas cuidado com o efeito rebote que ela pode trazer....
No meu caso ... sei que não é essa a sua intenção... mas deixa a entender nas entrelinhas que você tá querendo fazer um pouco de POPULISMO...
em minha opinião não usaria essa foto... como estampa do seu blog...
pois o Blog é um local mais pessoal e as pessoas querem se encontrar com as ideias da pessoa Manuela D'Ávila que é deputada e não a DEPUTADA MANUELA D`AVILA do RS...
ABRAÇOS e FELIZ 2010