segunda-feira, 21 de junho de 2010

Sobre Dunga

Confesso que estava evitando entrar no tema: Dunga e a seleção brasileira. Como colorada e brasileira, sou fã do Dunga do Inter e daquele que jogou nas Copas com a camiseta verde-amarela. Sei quando minha emoção me impede de ver os fatos com maior clareza. Também não tenho tempo de acompanhar tanto futebol como gostaria. Isso me dá menores condições do que muitos para julgar a seleção de Dunga e seus méritos e deméritos. Além disso, ontem achei que o nosso futebol está voltando a ficar bonito e acho natural que a equipe leve um tempo para se entrosar, acho natural que os jogadores fiquem aflitos no primeiro jogo. Acho natural, embora, como todos os brasileiros, torça para fique muito melhor.
Mas hoje quero falar sobre Dunga. E sobre o direito que ele tem se defender. A grande imprensa, sobretudo a Globo, massacra ao Dunga cotidianamente. Afirmava, por exemplo, que não era certa a vitória contra a Costa do Marfim. Ele ganhou. Entendo a posição que ele ocupa (a pior de todo o Brasil, em minha opinião. Ninguém se mete tanto, infelizmente, nas grandes questões da política. Já no futebol...) mas ele está fazendo o trabalho dele, do jeito que sabe e com marcas que são suas desde sempre. O Dunga já tinha mal humor quando levantou a taça de campeão do mundo, já era fechado quando foi convidado para treinar a seleção. Ele não mudou. E em minha opinião, tem o direito de continuar o mesmo, de se irritar com quem debocha dele e depois faz perguntas irônicas na coletiva.
O que mudou? Que interesses Dunga contraria? Algumas pessoas torcem tanto contra ele que acabam torcendo contra o Brasil!!!
Jornalistas merecem todo respeito. Estão fazendo seu trabalho. Mas também devem, minimamente, respeitar o dos outros. Porque se jornalistas são humanos e gostam mais de tal pessoa técnicos também o são. E também tem o direito de se defenderem.

7 comentários:

Shasça disse...

O time, e não ele, ganhou. E com uma pequena ajuda de 33% dos gols anotados para o Brasil, que o juiz concedeu e ainda sorriu para o Luiz Fabiano depois. Só faltou o árbitro também correr pro abraço.
Sejamos honestos. De vez em quando, ao menos.
Convido-a e teus leitores a conferirem a postagem a respeito no meu blog.
E não estou fugindo do assunto: o que o deixa zangado é enxergar,mesmo que os resultados pareçam dizer o contrário, que o time joga mal e feio.
Parabéns pelo teu blog. Já o Bunga... é um bola-murcha e seu estilo está contaminando os atletas. Haja visto as palmas que o meigo gentleman Kaká bateu frente ao rosto do jogador africano, sorrindo debochadamnte.
Sinceramente, não é o futebol brasileiro que gosto de ver.

Telê Santana disse...

O grande problema em questão passa pela doentia mania da imprensa em enquadrar tudo e todos. Há tempos era possível fazê-lo, mas desde uns tempinho pra cá, sobretudo com o advento da rede, esta empreitada não tem sido exitosa. E quando se trata deste nosso querido gaudério, aí é que não vai mesmo. Vá em frente Dunga, e traga o caneco pra gente de novo!Parabéns Manu, Vc e o Dunga são "inquadráveis", e não deixam lhes dobrarem a espinha!

Bruno Ramos disse...

Concordo com Você!
A Globo pega no pé do Dunga porque ele não pertime entrevista exclusiva. Fechou as portas pra Fátima Bernardes, aí já viu né!
Eu tô com Dunga acima de tudo. Ele faz a imprensa refletir no tratamento com as pessoas.

Abraço Deputada!
@profbrunoramos - Rapadureiro ao Vento

Anônimo disse...

por obséquio, depoi confere o asscom.manuela fazi favore..

Karla Mendes disse...

Deputada, concordo!

Blog da Diane * disse...

...e além de tudo, né Manuela...o cara é Gaúcho!
Que barbaridade!!!
Que mania de "brasileiro"!!!
Tudo o que a Rede Globo fala...seja feita "à vossa vontade"!
Quando esse povo vai ter mais personalidade???

Salve Dunga...Salve Seleção Brasileira e viva o RS!
Os GAÚCHOS vão conquistar o mundo!!!

Abraços Gremistas, Gaúchos, Estudantes e BRASILEIRO!

Anônimo disse...

Defender o Dunga como jogador e como técnico é uma coisa. Defender a baixaria que ele fez, os palavrões ditos diante das câmeras e dos jornalistas do mundo todo, é difícil de compreender. É como se eu entresse aqui no seu blog e, por não gostar dele, não simplesmente dissesse que não gosto, mas te xingasse, te chamasse de cagona, de covarde, de puta. Não estou te chamando disso, mas queria que você imaginasse o "digníssimo" Dunga te dizendo isto na frente do mundo inteiro. Legal, né? Parabéns pela defesa.