segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Filme + Livro


Odeio quando sou obrigada a discordar de quase todos os amigos e de todos que entendem mais de algo do que eu. Não sou e nunca fui expert em cinema. Mal tenho tempo de assistir a algum filme. Mas me desloquei até o cinema para assistir "Cisne Negro". Achei uma grande interpretação do elenco, bela maquiagem. Mas... Achei o tratamento dado ao universo do esquizofrênico caricato. Saúde mental não cabe em estereótipos. Lutamos muito para que as pessoas sejam tratadas com dignidade para ver mais um filme em que a doença vira o horror. Achei, por isso, um filme mediano. Desculpa a todos os entendidos.
Nas férias li, por sugestão de minha amiga Cris, "Maldito Karma", de David Safier. Ri demais. Leve, engraçado. Livro para férias. De fato ou da cabeça.

1 comentários:

Manuca disse...

concordo quando fala da saúde mental e da batalha que é , a cada dia, vencer as barreiras socias. Aos poucos e sempre, buscamos ( sou psicóloga atuante em saúde mental) conquistas! Exemplo disso é a Lei 10.216/01 - Lei Paulo Delgado, que institui um novo modelo de tratamento dentro da reforma psiquiatrica.