sábado, 26 de janeiro de 2013

Amor celular

Era um amor com detalhes menores que as teclas dos antigos telefones celulares:
três letras em cada!
ABC DEF GHI
Era como um abraço apertado,
Um excesso de zelo
que não existe mais.
Hoje é cada letra num canto,
Cada um na sua,
Até os acentos tem seus espaços separados.
amores modernos,
Que funcionam apenas com o toque,
Descartáveis como celulares,
Trocados a cada problema,
A mim não interessam mais.

4 comentários:

Matheus YOGA disse...

Tipo as pessoas moram na mesma casa e se falam pelo celular: alô querida, você estar me ouvindo? Estar chamando, o sinal estar ruim, mas queria saber onde vai dormi?

Beto Fontes disse...

Alô!

Os aparelhos mudam mas o número continua o mesmo...

Alô!

Daiane Leite disse...

Amor celular!
Tá aí um texto que me fez lembrar de Modernidade Líquida, livro que caso não tenha lido, deixo como indicação pra ti :)

Ellen disse...

Adorei o texto...
Eu odeio os celulares modernos com suas telas sensíveis ao toque...