sábado, 4 de julho de 2009

Seu Omar

Seu Omar se auto-define como sapateiro. Se fosse arrogante se diria empresário. Tem 65 anos de idade. Olhar triste, fala de cabeça baixa, voz mansa. Começaram os três irmãos. Hoje, gera mil empregos. Já gerou 2800. A crise que afeta o setor há alguns anos, afetou seu Omar. Toma cinco medicamentos, um para depressão. Certamente, alguns dos 1800 que perderam o emprego também. Essa é uma das histórias do Vale dos Sinos. Uma. De um Rio Grande que está se perdendo. Seu Omar é cara da política gaúcha atual. A tristeza que ele expressa nos olhos é a face da omissão de um estado que já foi enorme e que vem se apequenando. Nessa história, a única parte que não é real é o nome de Seu Omar.
Como disse, ontem passei o dia em Novo Hamburgo. Debati com crianças, lacrimegei frente as 500 crianças que estudam na Escola que ganhará a quadra coberta (com uma emenda do mandato), prestei contas do mandato nas paradas de ônibus (muitas reclamações com relação à saúde), fui a abertura do Congresso do Partido. E conversei com Seu Omar.
Hoje, fui a minha querida Zona Norte de Porto Alegre, local de tantas lutas, das ocupações e das festas juninas. Depois, andei na Feira do Livro de Canoas (parabéns, Prefeito Jairo Jorge!!), prestando contas do mandato.

3 comentários:

Gustavo Hermes Soares disse...

Parabéns pelo teu trabalho, pela tua dedicação e convicções políticas...
Sei que você luta para que a pampa pobre fique lá no passado...

Viva o socialismo!

Cole.T disse...

Manuela, (se permites assim)

Estava pelo orkut.com, mais especificamente no perfil da 1ª Conseg e encontrei você por lá. Supreendentemente, com um perfil verdadeiro. Mais ainda, possuidora de um blog muito bem escrito como esse. Sou brasileira. Morei em Porto Alegre praticamente minha vida inteira e há seis meses moro em Belo Horizonte, Minas Gerais. Você me supreendeu. Quando estava em Porto Alegre não votei nenhuma vez em você. Hoje, votaria. Tenho 3 anos de idade a menos que você, me formei em Direito ano passado e, assim como você, tenho sede de mudança. Mudar o que hoje não cabe mais. Fazer desse país um país de todos e não de poucos. Efetivar os objetivos fundamentais na nossa República: a sociedade livre, justa e solidária; o desenvolvimento nacional; o fim da pobreza, da marginalidade e das desigualdades sociais e regionais; e a promoção do bem de todos os que habitam aqui. Tenho certeza que lerás esse comentário. Gostaria de conversar mais com você, inclusive quanto a sugestões e propostas de leis. Meu trabalho de conclusão de curso foi a respeito do desenvolvimento sustentável. Infelizmente nessa época escrevi para alguns deputados membros da Comissão de Meio Ambiente e não obtive resposta. Você, representante do povo na Câmara dos Deputados, se mostra totalmente acessível, ai está minha esperança. Escrevo esse comentário pelo endereço do meu blog. Se você puder me encaminhar um meio de conversar com você...e-mail, etc para esse e-mail: cole.t@hotmail.com.
Passo, a partir de hoje, a ser sua leitora assídua.

Obrigada!

Manu disse...

Cole,
obrigada de verdade.
Meu email é manueladavila@hotmail.com
bjos