segunda-feira, 12 de julho de 2010

Menina Jussara

Tenho uma grande mulher como amiga. Mulher de coragem, mulher com a sensibilidade que nos nutre de força.
Essa mulher é Jussara Cony. Na abertura da campanha, quando estávamos com Dilma, ela me disse: "escrevi um poeminha... Fala sobre a menina que existe em mim". Achei que falava da menina que morava em mim... E disse isso a ela. Ela me ofertou. Aqui está. Obrigada Ju. Por me ensinar a seguir doce, mesmo com tantas adversidades.

Poeminha para a menina

Quantos versos
invento,
reinvento,
para a menina 
que ainda existe
em mim...

Todo dia
ela aparece...
Me oferta olhares,
beijos,
carinhos 
e uma prece...

Fala pouco...
Diz do começo,
meio
e fim.
Sei lá o que quer
de mim...
Sei, isso sim,
cada vez que chega
é um lindo recomeço!

Nela, me reconheço...

Me ponho a esperar
a hora em que chegará
essa menina, meu avesso!

Binca comigo, menina!
Esquece o tempo...
Traz contigo a alegria,
a essência, o fecundo!

Dança comigo, menina!
Passos de bailarina...
De mãos dadas, entrelaçadas,
uma ciranda prô mundo!

1 comentários:

Márcio Cabral disse...

Algumas pequenas coisas reascendem recordações fantásticas. Existem pessoas que têm o dom de nos reencantar. Muito legal...