domingo, 30 de novembro de 2008

Reencontros

A vida nos afasta e, depois, reaproxima.
Sábado fui homenageada em São Lourenço do Sul. Foi nessa cidade que fui alfabetizada. Tenho um orgulho tão grande que exibo em meu gabinete meu diploma na Escola Nossa Senhora Estrela do Mar. Sei o papel disso na vida das pessoas. Sei o sentido de saber ler e escrever para a liberdade e para adquirirmos a capacidade de nos libertarmos. Ler, desbravar o mundo dos outros. Escrever, tentar desbravar o nosso mundo. As irmãs do ENSEM fizeram uma homenagem para mim dentro da festa da homenagem.
Outra ironia da vida: minha mãe recebeu a mesma homenagem. Duas décadas se passaram.
Obrigada São Lourenço. Obrigada ao Jornal O lourenciano.

3 comentários:

Emanuel Gomes de Mattos disse...

Manu,
essa reminiscência tem tanta coisa.
Saudade... o tempo só volta assim.
Naturalidade... lembrar dos nossos.
Gentileza... os lourencianos sabem.
Amor... essa deixo pra completares.
Gratidão... pra mim, o fundamental.

Manu disse...

A gente tem que aprender a ser grato ao que a vida apresenta. Um dia a gente entende, não é?

lalala disse...

"Ler, desbravar o mundo dos outros. Escrever, tentar desbravar o nosso mundo." Que didática fascinante, Manu!!