segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Estímulo!

Será a idade? Serão as marcas que ficam com as alegrias e amarguras da vida? Não sei. Sei que hoje um senhor me fez chorar. Depois de um dia exaustivo, daqueles que o corpo pede para ser remontado, fui tomar um café com leite e comer um cacetinho com queijo na padaria, na esquina do Partido. Eis que um senhor se levanta, vai a minha mesa e diz: "obrigada por tu existir na política". E repetiu. 
Não sei. O cansaço, os nervos a flor da pele, a véspera do aniversario... Tudo junto fez eu me emocionar. E me revigorou para esses próximos 50 dias. 
Ah! Se esse senhor soubesse como é bom ouvir uma frase de estímulo!  

4 comentários:

Retas de vistas disse...

Parabéns pelo seu aniversário,Manuela!Foi legal brincar neste seu blog tão simpático como você!A partir de hoje,não terei mais tempo para navegar e postar comentários "sem comentários".Digamos que esse será o meu presente de aniversário para você. Acabo de postar também o meu último comentário no blog do Emir Sader.Vai ver que é aniversário dele! Visto que você gosta de poesia,a minha irmã integra um grupo que fez bastante sucesso em Bento Gonçalves e que desfruta de algum prestígio aqui no Rio:chama-se: "Poesia Simplesmente".De repente,te agrada! Um abraço e adeus!PS:Cacetinho!? Aqui no Rio é coisa de japonês!

Noses disse...

Tu não gostas somentete de receber palavras de estimulo. Gostas mais é de enviar palavras de estimulo. No começo pensei ser forçado, algo sem sentimento. Mas sentimos sim. És delicada e seu perfume arrepia. Faz querer sempre voltar

Jameson disse...

Manuela D'Avila, sem te conhecer, ja tenho a intimidade de chama-la de "Manu", ao acompanhar sua campanha para Deputada Federal Rumo aos Cem Mil, voltei acreditar que é possivel fazer novo, fazendo o que eles não fizeram! Boto fé, quero ver seu Bloco na Rua, to contigo!

Felipe Braga disse...

Eu já disse aqui que todos nós da UJS nos orgulhamos de ti?
Você é um exemplo, Manuela. Sabemos, hoje, que a juventude tem força e que podemos ir aonde os nossos sonhos nos levam.
Realmente: obrigado!

Beijos.