terça-feira, 8 de dezembro de 2009

A verdade


é que fiquei muito emocionada ontem com o Prêmio Congresso em foco. É complicado explicar mas receber esse prêmio é uma lavar a alma. Vejam só: os jornalistas indicam (significa que aquele monte de pauta de "musa" fez com que eles me respeitassem, como eu os respeito). Os internautas votaram, a galera quis que uma mulher, jovem, comunista ganhasse. Fui a primeira mulher, numa terra em que somos poucas. Isso nos provoca a reflexão sobre a reforma política. A sociedade se vê nas mulheres. O nosso sistema não permite que as mulheres cheguem aqui. Foi bonito tudo, fiquei feliz. E me deu ainda mais garra para lutar por um Brasil desenvolvido e justo. Obrigada e beijos!

11 comentários:

Marcelo Radaelli da Silva (Advogado de São Paulo-capital) disse...

Cara Manuela: a vida é milhares de vezes mais complexa. Você já ouviu falar de uma piadinha que fala sobre lógica? Acredito que sim. De tal maneira que não é possível afirmar que uma coisa está, logo ela é. Dizer que os jornalistas indicaram você, logo a respeitam e esqueceram a pauta de musa, assim como afirmar que os internautas votaram, por querer que uma mulher, jovem, comunista ganhasse e ainda dizer que pelo fato de você ser gaúcha onde poucas gaúchas são deputadas significa que sociedade se vê nas mulheres é um rebaixamento violento, minha cara. Uma comunista, como você se auto-intitula, deve ser mais científica nas análises. Você ganhou. Parabens! Entretanto, ganhou por ter um trabalho contundente com essa ferramenta poderosa que é a internet. Por ter feito uma campanha ostensiva na busca do voto. Eu mesmo votei em você, sendo morador de São Paulo. E meus motivos não se enquadram em nenhum dos seus argumentos lógicos. Um dos motivos pelo qual votei? Porque recebi e-mail pedindo meu voto (sem saber como você conseguiu meu endereço - cuidado que spam é crime!). Por isso, reflita mais cientificamente antes de publicar, Manuela. Seus leitores não são só a "galera".

Lacom Esef Ufpel disse...

Manu, nós também ficamos muito emocionados... Porque nós, a galera que luta, que acredita no trabalho, nas pessoas, que as coisas podem ficar melhor, enfim, no Brasil, nos vemos em ti. Isso nos deu esperança, nos mostrou que vale a pena sim, continuarmos acreditando. E claro, tb mostrou que não estamos aí para fazer número, e sim para conquistar. O fato de seres mulher, jovem, comunista, alegre... vem enaltecer ainda mais esta conquista. O povo está enchendo a boca para dizer: "a nossa deputada é f..."
PARABÉNS
Beijos
Angélica

Anônimo disse...

Sr. Marcelo,

Honestamente não entendi seus comentários. Sou gaúcha e votei na deputada sem ter recebido qualquer e.mail e observe que eu recebo por e.mail todos os boletins informativos do mandato da deputada. Logo ela tem o meu e.mail e teria mandado um pedido para que nela votasse. O senhorsabe que no RS a deputada tem um expressivo número de eleitores de meia idade e de idosos. Qual o motivo? O trabalho que faz pelo Estado.

Débora Cavalcante

Anônimo disse...

Por que o Sr. Marcelo votou na deputada? Não precisaria.

Ricardo Teixeira

Marcelo Radaelli da Silva disse...

Percebo que o mundo muda, muitas coisas evoluem e outras tantas ao estagnarem-se, retrocedem. Débora e Ricardo: vocês conseguiram depreciar ainda mais uma apreciação - a meu ver - desqualificada diante da grande capacidade que a deputada tem. E foi isso que disse. Nada além para despertar tanta fúria, exceto - por óbvio - daqueles cuja ferocidade e acometimento são os únicos argumentos. Diante disso, não vale aclaração do meu voto. Contudo, reitero que ao receber a campanha via correio eletrônico, despertou-me o interesse. O que já passou, diante do absolutismo que persevera entre os ditos comunistas. Ah, sonho com o dia que a palavra comunismo rime com democracia, onde a expressão humana possa dimanar com liberdade – na apropriada acepção do vocábulo. Sua opinião qual é, nobre Manuela?

Alessandra disse...

Manuela,

Parabéns pelo prêmio e por ter um "espaço" como esse, que aproxima as pessoas de vc, das suas idéias e do seu trabalho. Seria muito bom se pudéssemos acompanhar 'de perto' e ter pelo menos uma idéia do que realmente pensam, os nossos representantes na política. Não o que pensam p/ obter votos, não o que os marketeiros pensam, mas de uma forma mais pessoal (assim como vc faz aqui no blog), o que gostam, o que desperta interesse, o que os deixa indignados, as coisas simples que nos fazem crer que políticos são gente como agente. Só dessa forma consigo acreditar que os projetos realmente são feitos pensando nas pessoas.

Adoro os seus textos aqui do blog e a disposição de estar perto das pessoas.

Manu disse...

marcelo,
o blog já existe apenas para emitir minha opinião. Se quiseres informações formais entre em manuela.org.br
sobre as tuas opiniões as respeito. mas não concordo.

XFX disse...

Manu,
também não concordo com seu texto. Votei em você não por ser gaúcha, comunista ou mulher. Mas pela sua atividade na internet da qual gosto muito. Acredito que caso você me conhecesse melhor, me chamaria de tucana, porém não sou. Sabe... você se prende muito aos rótulos.

Abs de uma (e)leitora do Rio de Janeiro
@agcc

Flavia disse...

é um prêmio mais que merecido e justo. nos dá orgulho!
parabéns, manu!

S.A'rte disse...

Nada contra premiar os que se destacam positivamente, mas seria bom se um dia os justos fossem premiados com a punição aos injustos.

Anônimo disse...

Leia "A Nascente", de Ayn Rand. Se você tem pretensões políticas de longo prazo, me deixaria muito contente se lesse essa obra.