quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Sorte no jogo...

Os gritos de comemoração do gol de seu time de coração fizeram com que toda a tristeza fosse transformada em lágrimas. afinal, comprovavam o ditado popular.
Maldito momento em que decidiu sair de casa e não assistir ao jogo.
Tudo teria sido diferente.

2 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Somos as nossas escolhas.

Maria Eduarda disse...

Rubem Alves, no ponto: "Amar é ter um pássaro pousado no dedo. Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento, ele pode voar”. No final das contas, acho que o importante é a gente acreditar que o belo e o bom pairam sobre todas as coisas. E que a gente tenha força o bastante pra não abrir mão de ser feliz, apesar de todos os muros, apesar de tudo.


No jogo e no amor, com ou sem ditado popular: sorte na tua vida, Manu! Aponta pra fé e rema!
Deixo-te o meu carinho. :)