domingo, 2 de outubro de 2011

Os deuses e seus dados

Lembro bastante de uma amiga da escola que escrevia nos cadernos aquela frase que iniciava com "os deuses jogam os seus dados". Era algo como "os deuses jogam os seus dados e não perguntam se você tem família e filhos.Eles mudam seu rumo e você vai."
Evidente que não acredito que seja assim pois teria que crer em determinismo: deuses que escolhem por mim ou por nós todos. Mas, às vezes,tenho a impressão que nossa própria vida caminha nesse sentido. As opções aparecem e mudam o tempo inteiro, são sólidas como rochas num segundo e... se desfazem no ar em outro. Tudo é efêmero! Tudo é rápido. Tudo tem a velocidade de dados sendo jogados. Talvez a frase signifique isso. Apenas isso: nós somos os deuses de nossas vidas. Jogamos os dados e podemos decidir,o tempo todo, o rumo a seguir. Não existe estrada com apenas um destino, não existe rocha que não se rompa com muita água.Podemos refazer ou destruir. Comprar a bicicleta e casar.Ou não casar e andar por aí. Basta que nos pensemos enquanto sujeitos de nossas histórias, deuses que jogam os dados.

1 comentários:

Lee disse...
Este comentário foi removido pelo autor.