quarta-feira, 19 de outubro de 2011

A vida

Há uns três meses um jornalista me telefonou e perguntou se eu sabia que "numa gaveta em Alvorada havia sido apreendida uma carta que me citava durante a operação cartola". Um policial havia ligado para ele e contado. Pedi mais informações e ele me disse que o policial afirmava que não havia nada demais e que eu podia ficar tranquila.

Ok. Não tenho como me preocupar pelo que desconheço. Um mês depois sai o relatório da operação Cartola e outro jornalista me liga e pergunta se sei que a tal carta foi incluída nos anexos. Disse que não sabia. Liguei para o chefe da polícia do estado, Del Ranolfo, perguntando o que era, se precisava fazer algo, o que dizia. Ele me disse para ficar tranquila, que era uma carta sem muito sentido, de um cara dizendo que deu 10.000 reais para outro cara para minha campanha. E que quando eu tivesse um tempo eu fosse lá e lesse.

Sei que os jornalistas tiveram acesso bem antes, aguentei as indiretas de blogueiros pagos por "adversários" e esperava que isso aparecesse até em função da candidatura e da minha situação na pesquisa em Porto Alegre.

Mas não tenho como me dedicar a responder tudo o que qualquer mau caráter escreve a meu respeito. Inventam casos, fazem ilações, mentem. Infelizmente, isso faz parte da vida quem luta contra interesses. Desde as coisas mais ingênuas, até as aparentemente graves, depois de quatro eleições, já aprendi a ignorar e reagir quando julgo ser sério.

Nesse caso, até porque não foi levado a cabo nem pela policia nem pelo MP, julguei algo patético, fruto da disputa política rebaixada da cidade. Até os valores são patéticos para qualquer campanha.

Quantos adesivos de carro faço com esse valor? Bem, claro que ignorei que às vezes a fome e a vontade de comer se encontram. E com a crise no ministério do esporte os jornais redescobriram a carta! Bem... É da vida e da disputa. O que posso garantir? Que vou processar esse indivíduo civil e criminalmente por me envolver em sua disputinha política. Que vou falar na twitcam e aqui no blog sobre o tema. E que acho o fim fazerem qualquer ilação que me envolva. Mas... Pelo visto a eleição já começou. Lamento que a opção de alguns seja pela mentira e tentativa de destruir a honra dos outros. Não é a minha. E nunca será. Não canso de repetir: nunca me tornarei igual aos que combato. Em nenhum sentido.

-------------------

Quando soube que essa matéria sairia evidentemente fiquei triste, cansada, pois não sou duas, essa pessoa sobre quem mentem sou eu. Com mãe, pai, irmãos, um namorado. Aí recebi duas ligações. Dois amigos. Sem nenhum vinculo político comigo. Fiquei emocionada. Um deles, adversário limpo, me fez jurar que eu apenas seria eu mesma durante esses dias mais difíceis. Que eu lembrasse que não sou importante só para mim, mas que destruir o símbolo construído é intenção de muita gente, que muitos com diversos interesses se unem nesse. O outro, sem vínculo partidário e político nenhum, me disse que maior que o poder da máquina é o poder da máquina povo. E que me lembrasse disso. Da minha responsabilidade com essa gente. Também lembrei do Collares. De duas frases ditas em distintos momentos para mim. "política é prova de resistência e não de velocidade". E eu resistirei pelo simples motivo que não fiz nada. A outra ele me disse segunda-feira, em sua casa: deixa eles brigarem sozinhos. Tu não és disso.


Pois é. Eles brigarão sozinhos. Seguirei trabalhando.

19 comentários:

Ludmilla Monfardini disse...

Manu, continue trabalhando firme e honrando a todos nós que confiamos o nosso voto em ti, seu trabalho é gratificante, seu caráter incontestável, obrigada por nos fazer acreditar numa sociedade mais justa.

Anônimo disse...

Chega de impunidade...

Paulo Alberto Cunha disse...

Vergonha, so´ sua fumaca nao tem fogo?

Anônimo disse...

Deputada Manuela,

A tua honra e a tua dignidade não permitem que terceiros, por interesses eleitoreiros, maculem a tua idoneidade. Força e siga com a sua postura.Trabalhe e mostre ao povo do Rio Grande do Sul, que não há nenhuma mácula que pese sobre a sua pessoa.

Atenciosamente e parabéns pelo trabalho que desenvolve em prol do Estado e do Brasil

Anônimo disse...

Deputada Manuela,

A tua honra e a tua dignidade não permitem que terceiros, por interesses eleitoreiros, maculem a tua idoneidade. Força e siga com a sua postura.Trabalhe e mostre ao povo do Rio Grande do Sul, que não há nenhuma mácula que pese sobre a sua pessoa.

Atenciosamente e parabéns pelo trabalho que desenvolve em prol do Estado e do Brasil

Alan Genro disse...

Mais uma vez, orgulha-me não apenas pela trajetória política , mas fundamentalmente pela atitude! Grande Manu!!! Nessas horas penso que quantos "Dinossauros" da nossa política em situações semelhantes, não passam de "Formiguinhas" brigando por um mísero farelo.
Alan Genro

Alan Genro disse...

Mais uma vez, orgulha-me muito, não apenas pela trajetoria política , mas fundamentalmente pela atitude! Grande Manu!!! Aos que rotulam-se "Dinossauros" nessas situações parecem mais "Formiguinhas" brigando por míseros farelos!
Alan Genro

Nalu (: disse...

Como eu falei hoje na twitcam, tua história na política nos da certeza que não fizeste nada de errado.
Permanece firme no teu trabalho e estaremos sempre contigo, deputada!

Rodrigo Domene disse...

Deputada,

Deixe que briguem sozinhos e continua com o foco no nosso povo e na força do teu trabalho.
Tu és uma pessoa admirada e confiamos muito em ti.

Abraços.
Rodrigo Domene

Maria Fernanda disse...

Lamentável essa mesquinharia e sujeira na política. Fica claro que - conforme você mesma falou - a eleição já começou - e como você já está se destacando - os ataques serão constantes! Força e foco, sempre! Você jamais será igual a tantos que envergonham esse país!A sua história na política mostra o seu caráter!
Um abraço!
Maria Fernanda Candido Paetzel

Felipe Maia disse...

Parabéns Manu pela firmeza e persistência. bj. Felipe

Plinio Ricardo disse...

Como diz o velho proverbio Gaucho, "Não se a tira pedras em cusco que não morde...", eles tão com medo de o cusco virar fera.Camarada não esporeça jamais.

Lucia disse...

Mais um factóide calunioso, recaindo sobre a dignidade e honra de uma jovem e altenaira figura pública, onde esses princípios são suas defesas intransigentes. Quanta pequenez necessita o contrário !
Lembra-me um verso de Eduardo Galeano, Os Nadies - " O sonho da pulga é comprar um cachorro "
Abraço forte, Manuela

Carol disse...

Manu, força na peruca minha filha!!! sem chances de deixarmos passar de liso essa confusão criminosa que tentam fazerna cabeça do povo, você nos orgulha com seu exemplo, sua resistencia, a aeles a obrigaçã da justiça,o /õnus da prova, pra dizer o mínimo!! um bjão procê

Carol disse...

manu minha filha força nessa peruca aí!!! você no orgulha com sua altivez e respeito ao povo.A este espisódio, a lucidêz de saber que a quem "denuncia" cabe o ônus da prova!!
estamos com vc cerumana e não desanime jamais!!! bjão!!!

Olá disse...

Eu não sei o que pensar, estou muito triste com isso tudo, pois foi a primeira vez que votei com orgulho em um candidato. Acontece que o mundo da voltas, e agora isso. Confesso que entendo pouco de politica, mas sei que todos negam, torço de verdade para que se prove que tudo não passou de um grande engano, só assim poderei votar como antes. Triste, triste, triste, mas muito esperançosa. E se não for provado que tudo não passou de um grande engano? Não sei, mas minha opinião irá mudar, pois então todos serão iguais. Manuela, mas isso não irá ocorrer né?
Apesar dos apesares ainda sou Manuela d’Ávila.
p.s: chorei quando soube.
Parabéns pelo teu trabalho.
Att
Vanessa Hermes Pereira, Rio Grande do Sul, 20 de outubro de 2011.

Olá disse...

Eu não sei o que pensar, estou muito triste com isso tudo, pois foi a primeira vez que votei com orgulho em um candidato. Acontece que o mundo da voltas, e agora isso. Confesso que entendo pouco de politica, mas sei que todos negam, torço de verdade para que se prove que tudo não passou de um grande engano, só assim poderei votar como antes. Triste, triste, triste, mas muito esperançosa. E se não for provado que tudo não passou de um grande engano? Não sei, mas minha opinião irá mudar, pois então todos serão iguais. Manuela, mas isso não irá ocorrer né?
Apesar dos apesares ainda sou Manuela d’Ávila.
p.s: chorei quando soube.
Att
Vanessa Hermes Pereira, Rio Grande do Sul, 20 de outubro de 2011.

Katy disse...

O povo gaúcho sabe quem você é...não foi a toa que fostes a deputada mais votada!! Infelizmente, sempre existirão aqueles que invejam a capacidade do outro...continue com teu trabalho que só beneficia esse povo que gosta tanto de ti!!!

Anônimo disse...

Manu vai pra ti essa frase...
Me jogo aos lobos que voltarei liderando a matilha!

assim e vc assim e o PCDoB e a UJS!

sempre com vcs o brasil necessita de vcs sempre!