sábado, 14 de novembro de 2009

Um pouco mais

Realmente esta muito dificil atualizar por nao ter computador e esse exigir um grande esforco e ainda nao ter acentuacao... tenho muitas coisas importantes para contar. Estou anotando no meu caderninho so as pequenas curiosidades para depois contar todas para voces.
Por ora gostaria de contar que ontem tive uma das experiencias mais interessantes de minha vida. Se a tivesse tido durante a faculdade de Ciencias Sociais renderia uns quantos artigos. Vou escrever com mais detalhes quando tiver um computador melhor.
Ontem passei o dia sendo apresentada para a sociedade "multicultural" da Holanda. Universidade, grupos de pesquisa etc. Qual nao e minha surpresa? Eles nao chamam de holandeses os caras que nascem aqui mas que ate avos de outros paises. para entenderem melhor: eles dividem a populacao deles em holandeses (79%), migrantes de paises ricos (mais ou menos isso... e uma explicacao simplista.10%) e migrantes de paises pobres (11%). Entao o sujeito nasce aqui e nao e holandes.
Bem, depois eu vou explicar muito mais sobre o que entendi desse assusnto. Mas queria lancar a provocacao. Imaginem nascer no Brasil e nao ser chamado de Brasileiro? Essa talvez seja uma das grandes diferencas entre nossos paises.
Beijos, bom final de semana

3 comentários:

"FABÃO" NUNCA PODEMOS DESISTIR DE NOSSOS IDEAIS...... disse...

Show de bola esta esperiencia que vc esta tendo ai em...
Que bom que vc teve esta oportunidade isso é muito bom para vc crescer pessoalmente mas depois passe pra gente tb tá.
E sobre esta diferença entre os pais, se esta classificação entre a população fosse adotada no Brasil estariamos perdidos com tantas classificações, por isso que eu amo o Brasil...
Abraço tudo de bom e aproveite vc merece.

Sobre meninas e loucos disse...

bebe amado, quanta saudade....só uma coisa de mana mais velha chata: por ora é sem h. quer dizer,por agora. ta? arruma aí. beijo meu e do teu feijão, ou lentilha. ha ha.

Ronaldo disse...

Querida,
Viva nosso Brasil, onde essas babaquices não vigoram...por aqui, somos todos brasileiros.
Beijo, Ronaldo.