quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

2012

2012 foi dos mais fortes anos de minha vida. Muitos interpretaram o fim do mundo como um fim definitivo. Para mim, vários mundos acabaram. E, por sorte, vários novos mundos foram se abrindo e mostrando os olhos atentos de pessoas que me amam. 
a essas pessoas que me amam e que estão comigo em todos os momentos, dedico essa música linda, de Gonzaguinha. Acreditem: estou inteira como nunca estive. 

EU APENAS QUERIA QUE VOCÊ SOUBESSE

Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira

Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher

E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho

Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também

E que a atitude de recomeçar é todo dia toda hora
É se respeitar na sua força e fé
E se olhar bem fundo até o dedão do pé

Eu apenas queria que você soubesse
Que essa criança brinca nesta roda
E não teme o corte de novas feridas
Pois tem a saúde que aprendeu com a vida

Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira

Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher

E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho

Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também




5 comentários:

Beto Fontes disse...

Simbora, minha menina. Isso mesmo... Não tem o que temer. Esse planeta pede mulheres como você.

Vivo pelo mundo e contigo para o que der e vier: sempre!

Te amo.

mundomaia disse...

Lindo o seu blog!
Parabéns!!!!

Anônimo disse...

visitinha nota 10;
corpinho nota 9,5;
cabelos côr nota 6,0
beijinhos papi

Anônimo disse...

visitinha nota 10;
corpinho nota 9,5;
cabelos côr nota 6,0
beijinhos papi

Matheus YOGA disse...

Só queria que você soubesse que o amor não para de brotar.

Feliz 2013!