quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Dos novos agravantes penais:
Fazer para outro aquilo que sabemos como machuca, dói e faz sofrer

5 comentários:

Hugo Alencar disse...

A regra de ouro! Nunca faça com o outro que não deseja para você! Falei sobre isso em meu blog também... Legal, abraço!

http://bloghugoalencar.blogspot.com.br/2012/08/4-regra-de-ouro.html

Hugo Alencar disse...

http://bloghugoalencar.blogspot.com.br/2012/08/4-regra-de-ouro.html

Lipe Costa disse...

boa =)

Anônimo disse...

Não apontes para mim seu punhal
Não tentes me ferir ainda mais
Não lhe basta o sangue que corre
Pelos meus braços e pescoço
A sua perversidade se esconde
Na plena consciência de seus atos
Conteúdo
Coereografia
Estilo
Efeitos
Consequências
Isto tipifica o teu crime
E agrava tua pena
Não mire sua em mim
De nada adianta a magoa
Tentar machucar
Fazer doer
Fazer sofrer
É vão teu esforço de apobrar
este velho punhal enferrujado
Na direção de meu coração
Ele está blindado
Ele está maduro
É um supremo erro
E nada somará
Mas se insistires
Não tenha duvida
Ponho Raul prq tocar
Telefono pro Joaquin
Pinto meu cabelo de loiro
E metamoforseada e em ebulição
Permanente
Saio por aí assobiando
A minha felicidade sobrevivente
Que resistiu a teu punhal e suas agravadas
Intencoes

Anônimo disse...

Totalmente de acordo. Agravante para qualquer um que, por incrível que pareça, sente-se melhor por deixar o outro em uma situação desagradável.

Grande bjo,
Renata Mendonça.