domingo, 11 de novembro de 2012

Gritas
no telefone
Na rua
Não tem sentido.
Cansa
tanta grosseria,
Neurose,
Reclamação.
É uma ansiedade,
Um agito
Um barulho perturbador.
Sempre um problema.
Cansei.
O problema, na verdade,
é que ficaste como eles.

4 comentários:

José de Arimatéa dos Santos disse...

Manu,
Confesso que lia algumas vezes seus escritos e agora quando tenho um tempinho não deixo de me deliciar com seus lindos versos. Ótimos. Tento também ser poeta e esse lado seu de poetisa surpreende pela qualidade e boniteza de suas palavras.
Tudo de bom!

Anônimo disse...

Roupa suja em casa se lava/de tanto e tanto lavar/a alegria que aqui habitava/mansamente escorreu para o mar.....

Por que você faz poema? disse...

Felizmente, o blogue continua no ar,
mas o meu comentário...

Manu disse...

Sobre teu comentário! Sim tambem amo ser contrariada! Me referia ao autor que me enquadrar no que ele escreve. Esse era meu problema! A pessoa tem direito de achar o que quer e se magoar pois eu tambem leio o que quero e nao o que p autor quer!