domingo, 4 de novembro de 2012

Uma paulada na cara.
Um beijo no ardido do machucado.
Cá e lá.
Não sei o que esperar de ti.

3 comentários:

Retas de vistas disse...

Na vida, o que realmente importa é se sabemos o que esperamos de nós mesmos.

Matheus YOGA disse...

Não espero nada.
Não sinto necessidade de definir as coisas.
Apenas sou.
Sempre indo.
Para onde?
Não sei.
Mas vou indo.

Anônimo disse...

Oi Manu, beijinhos saudosos do Papi